16/04/2020

Open Prescription: o jeito mais fácil e seguro de prescrever um medicamento.

Participamos nos dias 10 e 11 de abril do Global Hack, um hackathon global on-line projetado para compartilhar e desenvolver rapidamente soluções para o enfrentamento da atual crise provocada pelo Coronavírus. A iniciativa incorporou mentores, como o renomado Steve Jurvetson do Vale do Silício e ex-presidente da Estônia Toomas Hendrik Ilves.

Estamos muito felizes em anunciar que entre os mais 15 mil participantes e 500 projetos inscritos, ficamos entre os TOP 10 figurando entre os finalistas com o projeto OPEN PRESCRIPTION, uma solução para contribuir com a economia e a segurança das prescrições médicas realizadas de forma digital. Neste post, você vai entender o que é a Open Prescription e porque ela é o jeito mais fácil e seguro de prescrever um medicamento.

Open Prescription

Por causa do COVID-19, 3 bilhões de pessoas estão praticando isolamento social e mais da metade não possui acesso à prescrição médica por meio eletrônico. Elas precisam ir ao consultório, pegar uma receita em papel e levar à farmácia para ter acesso ao medicamento.

Fora o fato das pessoas precisarem se manter em casa e ainda assim necessitarem atendimento médico, a fraude nas prescrições médicas mata centenas de milhares de pessoas todos os anos e é muito onerosa para governos e cofres públicos.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), as overdoses de medicamentos prescritos levam a 1,2 milhão de atendimentos de emergência todos os anos nos EUA. Em 2010, 7 milhões de pessoas relataram o uso ilegal de medicamentos prescritos no mês anterior. Estima-se que os custos de saúde anual apenas com o uso de opióides prescritos, foram de US$ 72,5 bilhões.

Somente no Brasil, são emitidas mais de 4 bilhões de receitas médicas por ano por mais de 750 mil profissionais de saúde e dentre essas receitas, 30% são fraudadas. Dados do Distrito Federal mostram que somente lá, mais de 20 mil receitas são emitidas de modo fraudulento, e um levantamento do Fecomércio do Goiás chegou à conclusão que a fraude em atestados gera mais de 1 bilhão de prejuízo. 

Além do problema imediato durante a crise do COVID-19, os dados compilados pelo site de compras de medicamentos GoodRx mostraram que entre 1º de março e 16 de março houve um aumento de 57% na demanda por hidroxicloroquina e um aumento de 90% na cloroquina.

Para combater o problema das fraudes e salvar vidas, desenvolvemos uma plataforma já em compliance com a nova Lei Geral de Proteção de Dados, que necessita somente de um computador ou smartphone com acesso à internet.

Com a plataforma Open Prescription o médico, com seu certificado digital  Blockchain ID válido e emitido gratuitamente após validação de identidade, consegue submeter a receita médica para que o paciente consiga receber via e-mail e enviá-la à farmácia. A solução garante o envio da receita médica emitida, assinada digitalmente  pelo médico e com carimbo de tempo, mantendo a privacidade do sigilo médico-paciente para que ele possa enviar para a farmácia de sua preferência e comprar o medicamento prescrito.

O farmacêutico recebe a receita digital do paciente e consegue facilmente verificar aqui se é válida e se ainda pode fazer a dispensa. Essa validação também permite ao farmacêutico verificar se ele ainda pode fazer a dispensa do medicamento ou se o comprador está tentando comprar uma quantidade maior do que a prescrita.

Através da Open Prescription, fornecemos aos médicos uma forma simples e segura para emitir as prescrições, ao pacientes a facilidade de receber a receita médica por email para que possa enviar para a farmácia e ao farmacêutico uma forma prática e eficiente para verificar se a receita recebida é realmente válida e se a dispensa pode ser feita.

Uma preocupação quando se pensa em receituário digital é a proteção dos dados das pessoas e o vazamento das informações daquele sistema. Por esse motivo, incluímos uma camada de segurança para proteger os dados e as informações que devem permanecer somente entre o médico e o paciente. O Open Prescription faz a validação das receitas sem precisar manter a guarda dos documentos.

A Open Prescription é uma plataforma open source e está disponível para ser integrada a outros sistemas, como sistemas de gerenciamento hospitalar, validadores de identidade, validadores de identificação de médico, armazenamento de documentos ou outros sistemas de gerenciamento.

Temos um problema imediato para resolver durante a crise do COVID-19 e após a pandemia, o mesmo sistema atuará na redução de fraudes de todos os tipos que envolvem medicamentos, protegendo as pessoas, auxiliando as companhias de seguro e dificultando o trabalho de fraudadores,  além de levar uma economia expressiva para o segmento.

Se interessou pelo projeto e gostaria de implementá-lo? Fale com um de nossos especialistas aqui!

Demonstração: